Há um bom tempo eu estou tentando escrever sobre o que aconteceu comigo durante os últimos meses, mas uma força maior não estava me deixando vir até aqui e tive que me ausentar por um tempo.

Aconteceram tantas coisas desde a minha última viagem para a Itália, que só foi acumulando sentimentos de medo, incertezas, ansiedade e outros mais.

Depois das viagens para Lisboa e Bérgamo, fui para o Brasil. Mas vocês me perguntam.. Você foi para o Brasil de novo? Sim, por motivo de saúde, tive que adiantar minha passagem, mas também, pude passar as festas com a minha família.

O motivo da minha ida ao Brasil foi um problema estomacal, como sempre. Só que eu estava com dores fortes, tinha dia que era impossível dormir com tanta dor que estava sentindo. Foi aí, que decidi ir ao Brasil o mais rápido possível para checar o que estava acontecendo com isso.

Durante esse tempo de idas à GP’s aqui na Irlanda, eu comecei a ficar ansiosa novamente. Não sei se todos sabem, mas sofro de ansiedade e síndrome do pânico. Fiz o tratamento para esse transtorno por 3 anos e me curei, só que como eu estava todos os dias mal e não sabia o que estava acontecendo, ela foi voltando e foi ficando difícil de controlar.

Decidi ir ao Brasil no dia 09 de dezembro de 2019 e ficar por dois meses lá. Porque tanto tempo? Tempo o suficiente para eu me cuidar, se fosse preciso. Cheguei no Brasil no dia 10 de dezembro e logo no dia 11 fui ao médico para saber o que estava acontecendo com o meu estômago. Ele pediu uma endoscopia e fiz no dia seguinte. O laudo deu bactéria Helicobacter Pylori, ou H.Pylori, como preferir chamar. Além da bactéria, feridas no estômago, quase a ponto de se tornar uma úlcera.

Eu fiquei bem assustada, mas aliviada ao descobrir que agora os sintomas faziam sentido. Foi então que ele me receitou dois antibióticos e mais um protetor estomacal para matar a bactéria. Fiz o tratamento após as festas de final de ano.

Durante esse período de festas, eu me controlei muito em relação ao que eu comia, principalmente evitando alimentos gordurosos, açucarados e também crus. Aonde eu peguei essa bactéria, não sei, mas sei que estava exagerando nas comidas japonesas aqui em Dublin e isso pode ter ocasionado o problema.

Passei as festas de final de ano da melhor forma possível, ao lado da minha família, mas infelizmente longe do meu marido. Depois disso, comecei a me tratar e também procurei ajuda médica para a minha ansiedade. Fiz alguns exames de check-up e estava tudo bem. Mas precisei voltar na minha psicanalista para conversar um pouco e expor tudo aquilo que estava acontecendo comigo.

Eu não tinha mais vontade de publicar conteúdo para o blog, não conseguia sentar tranquilamente para escrever sobre minhas viagens e também sobre os meus dias no Brasil, que foram incríveis, e tudo isso por conta da ansiedade que estava me atormentando de novo.

Minha psicanalista conversou muito comigo e me mostrou tudo que já enfrentei nesses últimos 3 anos, desde que descobrimos o câncer do meu pai e da minha vida sozinha por 8 meses, sem marido ou família. E comecei a pensar que tudo fazia sentido, que superei tanta coisa que esse problema não deveria me abalar a ponto de ficar presa dentro de casa com medo de tudo ao redor.

Foi depois de duas sessões que decidi voltar com o blog, começar o ano bem e criar conteúdo para vocês, que me acompanham sempre. Logo após essa decisão, fui para o Piauí descansar um pouco, curtir minha família lá e recarregar as energias para começar a minha vida de novo aqui na Irlanda. Aliás, já tinha recarregado boa parte das minhas energias ao chegar no Brasil, e viajar para o nordeste, foi somente um bônus a mais para ter certeza que tudo iria ficar bem.

E tem ficado tudo bem. Hoje estou em Dublin, numa casa que o Jeff conseguiu para nós dois e vou começar de onde parei, mas de uma forma melhor, que é me inspirar em vocês para criar conteúdo e deixar o blog da maneira como ele sempre deve ser, cheio de energia boa para todos.

Em breve publicarei sobre as viagens, sobre a minha casa nova em Dublin e também sobre alguns updates da minha vida. Acompanhe-me no Instagram também! Até breve e obrigada por estar comigo! ♡

Posted by:Carol Pinheiro

27 anos, designer de interiores, ama animais, bichinhos de pelúcia e videogame. Espia o blog, porque tem muita diversidade e assuntos interessantes para compartilhar com vocês.